Abaixo segue algumas dicas que o auxiliarão no manejo do dia-a-dia de seu canil:


O canil ideal deve ter no mínimo 2x6=12m2, com um quarto de 1x2=2m2 para proteger o cão do vento, da chuva e o restante da área de 5x2=10m2 ficará como "salarium". Não deve ter o piso escorregadio, para não prejudicar os aprumos do animal e não deverá ter umidade.

...


ExercíciosCaminhadas são atividades importantes para desenvolver e tonificar a musculatura, manter uma boa circulação sangüínea e aumentar a capacidade cardio-respiratória. Os animais que vivem em locais com pouco espaço, devem passear diariamente (desde que devidamente vacinados), evitando o período mais quente do dia. Interromper os exercícios ao primeiro sinal de cansaço, evitando problemas respiratórios e cardíacos. Cães que vivem em locais com muito espaço não necessitam de exercícios extra.

...

...


O canil deve ser lavado com água e sabão e enxaguado com cloro, todos os dias; jogar óleo de eucalipto diluído para evitar moscas. Verificar as instalações semanalmente, para combater parasitas (pulgas, carrapatos, aranhas) e outros hospedeiros.O cão e o local onde ele vive, devem estar sempre limpos. Banho no verão, uma vez por mês; no inverno, a cada dois meses e escovar duas vezes por semana a sua pelagem.Procure expô-lo ao sol durante alguns minutos diariamente, evitando o período mais quente que é das 10h às 16h.

..

...


A raça em si é muito resistente e dificilmente adoece.Se seu habitat for um local higienizado, se estiver sempre desverminado e com as vacinas em dia, raramente vem a apresentar alguma doença.O cuidado principal é com a alimentação. Não dar quantidade excessiva, pois o cão além de não aproveitar os nutrientes necessários, poderá sofrer de torção gástrica, devido a dilatação estomacal. Todos os cães de grande porte estão propensos a isto, não só o Fila Brasileiro.Um cão bem alimentado, com suas vacinas e vermífugos em dia, dificilmente ficará doente.Geneticamente, temos que tomar alguns cuidados, com a displasia coxofemoral, prolapso vaginal e anal, prognatismo, jarrete de vaca, jarrete em foice, dorso celado ou plano. Mas isto só se corrige com uma seleção e escolha de bons padreadores e matrizes.

...

...


O seu cão deve ser vacinado periodicamente e o único meio de mantê-lo imune contra as doenças infecto-contagiosas fatais, como a cinomose, parvovirose, hepatite, leptospirose, coronavirose, parainfluenza e raiva, é manter a vacina em dia.Para a imunização eficiente, o cão deve estar saudável. A vacina deve ser de boa qualidade e dentro do prazo de validade.Calendários de vacinaçãoAos 60 dias - 1º dose da octupla (contra cinomose, coronavirose, hepatite, leptospirose, parainfluenza e parvovirose);Aos 90 dias - 2º dose da octupla;Aos 120 dias - 3º dose da octupla;Aos 150 dias - 4º dose da octupla;Aos 180 dias - anti-rábica;Anualmente repetir a octupla e a anti-rábica.

...

...


Cuidados com os parasitasCarrapatos, pulgas, bernes, sarnas, vermes, bicheira. Estes parasitas transmitem várias doenças e devem ser eliminados o mais rapidamente possível.Orientações: Dr. Jefferson Tadeu Ribeiro Garotti - Veterinário da ClinicanisDr. Carlos e Dr. Renato - Veterinários da Clínica Lar Dog

..

...


Abaixam a resistência do organismo e prejudicam o desenvolvimento dos filhotes.O exame de fezes é o meio mais eficiente de se detectar a presença destes parasitas, caracterizada por sintomas como: vômitos após as refeições, barriga delatada, diarréia intermitente e rápido emagrecimento. Portanto o cão deve ser vermifugado periodicamente e sempre com a orientação do médico veterinário.

..

...


O cão não sabe avaliar o que pode feri-lo ou prejudica-lo e é obrigação de seu dono, mantê-lo protegido de tudo que possa representar um risco à sua saúde e à sua vida.Manter fora de seu alcance, produtos de limpeza, medicamentos, plantas nocivas, fios e tomadas elétricas, venenos para ratos, pedaços de plástico, etc..

...

...


Convulsão, desmaio, diarréia intensa, falta de ar, falta de coordenação motora, febre alta, hemorragia, salivação, ânsia de vômito e vômitos sucessivos. Estes sintomas indicam enfermidade grave, e deve-se levar com urgência o cão ao veterinário.

...

...


Alterações no comportamento, arrepios e tremores, emagrecimento, febre, fezes anormais, anorexia, olhos com cristalino opaco ou embranquecido, vômito, retenção de urina, pulsação acelerada. Se seu animal apresentar, alguns desses sintomas, procure imediatamente o veterinário.

...